Mundo Geek

Quem vai ficar com Seiya? Como identificar um amor verdadeiro?

quem vai ficar com seiya?

[Seiya] Eu não lutei por um pedido seu, eu sempre lutei, por você!  (Prólogo do céu)

Podemos dizer que Seiya é o garanhão de Cavaleiros do Zodíaco! Durante a obra, mesmo que em um plano secundário, Seiya é colocado contra a parede para tomar certas decisões amorosas. Temos como pretendente, Miho, amiga desde a infância no orfanato, Shina, amazona de cobra e claro, Saori/ Atena.

Brincadeiras a parte, podemos dizer que o dilema de Seiya é recorrente na vida de qualquer um. Na medida em que interpretamos o amor como puro e exclusivamente o sentimento de estar apaixonado, não conseguimos fazer analises racionais sobre o simples fato: eu realmente amo esta pessoa? O que é amar alguém? É possível amar alguém mesmo que esta pessoa me faça mal?

Este artigo responde estas e outras perguntas a partir da teoria triangular do amor de Robert Sternberg, psicólogo cognitivista. E você, tem uma preferência sobre com quem Seiya deveria se abrir? Deixe nos comentários com quem você acreditava ser a pessoa ideal!

Teoria triangular do amor

A teoria triangular do amor, consiste em entender as nuances de amar, e para um amor pleno, é necessário cultivar as 3 extremidades do triângulo. A soma de apenas dois dos eixos, ou a existência de apenas uma das características, apresenta que talvez você esteja confundindo o amor que você deseja, com o amor que de fato tem em mãos.

Desenvolvida por Sternberg, a teoria contempla a maneira de detectarmos o amor pleno por alguém. Amor, sentimento sempre tão difícil de ser expressado, foi considerado nesta teoria como uma somatória de outras características que compõem o amor.

O amor pleno, é composto pela soma dos 3 eixos do triângulo, que também são formas de amor, porém, incompletas. Os 3 eixos são: Paixão, intimidade e compromisso.

A paixão, é determinada pela atração física e sexual, desejo de estar com o outro, ter envolvimento romântico e alterações fisiológicas em se estar perto da pessoa desejada. A paixão, é o eixo mais fácil de ser identificado, não necessariamente o mais controlável! O amor apaixonante, sem intimidade e compromisso poderá se esvaziar rapidamente.

O compromisso, é caracterizado pela decisão e comprometimento em amar e manter o relacionamento. No compromisso, existe as determinações sobre o que se espera desse casal, como um amor “para toda vida” e de longo prazo.

Além disso, também se alcança o comprometimento quando sente um tipo de amor especial pela pessoa, assim como a busca de simbolismos para justificar a união perfeita. Um relacionamento que tem apenas compromisso, é chamado de “amor vazio”, exemplificado como um casamento arranjado.

Já a intimidade, se caracteriza pelos sentimentos de proximidade, vinculo e conexão com o parceiro. Tais características se materializam também na felicidade de se estar com o outro, aconchego e transparência na comunicação.

Pessoas com intimidade mútua, se mantém presentes nos momentos difíceis do parceiro, dão e recebem apoio emocional e reconhecem o valor do parceiro. A intimidade isoladamente, na verdade se trata de seu melhor amigo, aquele quem você confia, mas não sente afeto ou compromisso suficiente para envolvimento romântico.

Isoladamente, cada eixo corresponde apenas uma das formas de se amar. Ainda assim, existem os casos em que se somam apenas 2 eixos. Vamos conhecer que tipo de relacionamento é gerado nesses casos?

As combinações de cada eixo

Intimidade + paixão, gera-se o amor romântico. Apesar de terem envolvimento emocional e “química” entre si, ambos não se veem com planejamentos ou pretensões futuras em estarem juntos. Intimidade + compromisso, transforma-se no companheirismo amoroso.  Por mais que seja um casal que se respeite e tenha planos em conjunto, a ausência de paixão, torna o relacionamento frio em um médio prazo.

Por ultimo, existe a combinação entre paixão e compromisso, criando o chamado amor fugaz. Ambos acreditam que foram feitos um para o outro, porém o encanto se perde no primeiro contato real que se tem com o parceiro, conhecendo suas fragilidades e defeitos.

A combinação entre os três eixos, é considerada o amor consumado, caracterizado pelo amor ideal. Vale destacar que mesmo o amor ideal, pode não perdurar pela vida toda, uma vez que a paixão, pode passar com o tempo, e se tornar um caso de companheirismo amoroso.

Também digno de nota, é que o triângulo pode ser utilizado em diversos contextos. Pode ser utilizado para a identificação do que você enxerga como valor ideal ou real, assim como a avaliação do parceiro sobre você. Não é porque a pessoa corresponde todas as suas carências, que você corresponde as necessidades da mesma. Sob esta perspectiva, analisaremos os relacionamentos de Seiya com Mino, Shina e Saori, sobre como ele enxerga cada uma delas e como cada uma enxerga o cavaleiro de pégaso.

Seiya e Mino

Amigos de infância no orfanato, Mino sempre se importou muito com Seiya. Ela sempre deu um jeito para estar próxima do garoto, e ficou muito frustrada ao saber que Seiya iria para a Grécia para se tornar um cavaleiro. Frustrada a ponto de nem se despedir de Seiya em sua retirada. Mesmo estando lá, observando a despedida do mesmo a distância, aos prantos.

Após 6 anos, com o fim do treinamento, Seiya retorna ao orfanato para descobrir onde está sua irmã Seika, adotada na infância, mas sem registros para onde foi. Mino fica emocionada ao ver seu colega de volta, dizendo que não acreditava que o veria novamente. Também descobrimos que Seika tem fotos de Seiya guardada em seu quarto.

Porém, não vemos uma grande reciprocidade do cavaleiro com Mino. Enquanto ela se emocionava em rever o cavaleiro, ele deu as costas e continuou andando, pois estava empenhado em saber mais sobre sua irmã, do que de fato ouvir Mino, que inclusive se abre para Seiya, assumindo que continua no orfanato a favor, uma vez que ainda não havia sido procurada para adoção.

Mino se assusta muito quando Seiya a pressiona em responder sobre o paradeiro de sua irmã, e chora por não poder ajudá-lo. Ao aconselha-lo em entrar no torneio galático e ele concordar, ela esboça um enorme sorriso e fica com os olhos trêmulos por enxergar Seiya agradecido. Outros garotos do orfanato interrompem o momento, dizendo que Mino sempre falou muito sobre Seiya, a deixando envergonhada.

Nesse momento, nota-se vergonhas diferentes. Seiya está envergonhado pela situação, enquanto Mino está envergonhada por ter seu segredo revelado. Mino sempre rezou e torceu por Seiya para não se machucar, e ao terem que se despedir novamente, pois o cavaleiro iria para a batalha das 12 casas, novamente entra em prantos, por acreditar que não o veria novamente, e que sente muito a sua falta.

É possível notar nesse caso, que Mino tem uma forte paixão e intimidade por Seiya, mas não é capaz de assumir o que sente por ele, sendo isso, a ausência de compromisso. Para Seiya, o amor ganha uma dimensão menor ainda, uma vez que não apresenta a paixão recíproca, tendo apenas a intimidade em comum. De fato, o cavaleiro se importa com a garota, mas num sentido de proteção, e não romântico.

Também destacamos, que a vida toda de Mino foi no orfanato, ou seja, um campo de vivências e de relações limitado. Por conta disso, a sua paixão com Seiya na infância foi a única que ela experimentou em sua vida, e por consequência, cultivou esta paixão impossível. Mino possivelmente acreditaria que sua paixão por Seiya corresponde aos 3 eixos, porém, isso é uma distorção sobre a realidade que ela vive, que não a ofereceu grandes oportunidades de amar.

Ao se tornar cavaleiro, conhecer muitas pessoas, lugares e histórias, o campo de visão de Seiya ampliou, sendo o orfanato, um capítulo importante, mas do passado de Seiya, enquanto para Mino, o orfanato é toda a sua realidade conhecida.

Seiya e Shina

A amazona sempre se apresentou uma grande rixa com o cavaleiro, uma vez que Seiya, ganhou a armadura de pégaso, ao derrotar o aprendiz de Shina, Cassius. Desde então, ela sempre buscou matar Seiya para que a armadura de pégaso ficasse em um representante. Porém, em um de seus confrontos, Seiya quebra a máscara de Shina, vendo assim seu rosto (descobrimos depois que essa não havia sido a primeira vez que Seiya viu o rosto de Shina).

Dentro da mitologia dos guerreiros, a amazona que tiver seu rosto visto por alguém, deverá optar por matar, ou amar aquele que viu seu rosto. Por vários episódios, a amazona buscou a primeira alternativa, sem sucesso. Em uma das investidas de assassinato a ordem do santuário, Shina já não era mais páreo para o atual poder de Seiya, e nesse momento, ela abre o jogo, relembrando uma passagem enquanto ambos ainda eram jovens, mostrando que ela sempre foi apaixonada pela ternura de Seiya, que havia a visto sem máscara ainda criança.

O cavaleiro de ouro é claramente mais forte e estava prestes a matar Seiya, e Shina se joga a frente do golpe fatal, para salva-lo. Nesse instante, Shina se declara sua paixão para o cavaleiro de pégaso. No entanto, ocorre uma melancolia no discurso de Shina sobre seu amor por Seiya, afirmando que ela não merecia o seu amor, e que pede perdão a ele pelo seu próprio sentimento.

Com isso, podemos observar que Shina tem o compromisso muito forte, levando a profecia com muita seriedade, assim como a paixão, capaz de se sacrificar por Seiya. O cavaleiro também chora ao pensar que a amazona faleceu, e parte para o confronto com Aioria com muita raiva, aumentando sua força. Porém, no restante do anime, Seiya não mostrou mais afeto por Shina, mostrando que não foi paixão de fato que ocorreu ali.

Além do mais, vale considerar o que Shina pensa sobre o que é amor. Afinal, ela não interpreta o ato de amar como um ato de felicidade. Antes tentava matar o seu amado mostrando toda a sua raiva em amar alguém, e depois de se declarar, entra no auto perdão e se rebaixando, não se considerando digna, mostrando também a sua assimilação com tristeza. O amor não precisa ser uma tragédia grega!

Seiya e Saori

Definitivamente, Seiya não gostava de Saori. Desde a infância, Saori era a neta do dono do orfanato, então ela subjugava todos os garotos. Porém, Seiya sempre foi o garoto que se opunha aos maus tratos da garota, e apanhava bastante do mordomo por não obedece-la. Saori já tentou fazer de Seiya seu “cavalinho”, pedido prontamente negado. Jabu, futuro cavaleiro de unicórnio, se ofereceu no lugar de Seiya, terminando a atividade todo machucado.

Com isso, claramente observamos o repúdio de Seiya a aquela garota, e 5 anos após seu treinamento, volta ao orfanato hoje gerenciado justamente por Saori, herdeira de seu falecido avô. O cavaleiro cobra de Saori respostas sobre Seika, irmã de Seiya, tendo aí mais uma demonstração de desgosto. Saori apenas o ajudaria a encontrá-la caso ele participasse do torneio galático, onde todos os órfãos do passado se tornaram cavaleiro, deveriam se enfrentar.

Pode-se observar que ambos nunca se deram bem, caracterizado pela rebeldia de Seiya inclusive como cavaleiro, que por muito tempo relutou em seu dever de proteger Atena. Até porque, Seiya não acreditava que aquela garota, tão egoísta e mimada, seria uma pessoa importante.

Seiya e Atena

Porém, o cenário muda quando Saori descobre seu potencial adormecido de deusa Atena, demonstrando uma nova compaixão e determinação por todos na Terra, além de uma força insuperável. Vemos Seiya ficando mais entusiasmado que os demais cavaleiros nesse momento.

Vale também ressaltar, que dentro da mitologia de cavaleiros do zodíaco, pégaso é o cavaleiro predestinado a ser o principal guardião e fiel de Atena. Por isso, a partir deste momento, Seiya entende que sua principal motivação, não é mais a busca por Seika (apesar de ainda desejar) mas sim, defender Atena.

Nos deparamos com incontáveis batalhas que Seiya vai até a última instância para salvar Atena, assim como cada vez mais, vemos Atena se amadurecendo e defendendo os humanos com os valores que mais acredita, paz, amor e justiça. O amadurecimento fez com que um amasse o outro, mas o seu dever, enquanto deusa e cavaleiro, não permitia este encontro romântico.

Seiya apaixonado
Seiya apaixonado

Next dimension (possível spoiler)

Atenção! Caso a ultima passagem que você tenha visto seja a saga de Hades, teremos spoilers sobre os rumos que Saint Seiya recebe! Antes que Hades fosse derrotado, ele atingiu em Seiya, a espada invisível, que fez o cavaleiro entrar em estado vegetativo.

Enquanto todos voltam para suas respectivas rotinas, Atena vive a cuidar de Seiya, e sabe que se nada for feito, o cavaleiro irá morrer em 3 dias.

saori e seiya next dimension
Saori e Seiya – Next Dimension

Após essa passagem, vemos Atena sacrificando não somente a si, mas o bem estar de toda a humanidade, para salvar Seiya. Em sua trajetória para salva-lo, ela sacrifica parte do seu cabelo, implora por outros deuses, mas caso eles não a atendessem, implora por ajuda de outros deuses, e caso não fosse atendida, ela os obrigaria a força a tomar alguma providencia.

Em sua discussão com sua irmã Arthemis, é colocado a Atena que o amor é uma invenção dos humanos, que deuses devem repudiar isso, afinal, o amor não passa de uma ilusão. Mesmo assim, Atena opta por então, ser mais humana, afinal, ela ama a humanidade, neste caso, personificada por Seiya. Além disso, ela negocia com Chronos, deus do tempo, e oferece o seu poder em troca da oportunidade de voltar na antiga guerra santa para poder derrotar Hades e salvar Seiya.

Com isso, é possível notar que o amor de Atena por Seiya foi construído com o tempo, desenvolvendo a paixão, intimidade e compromisso. Talvez inclusive, cavaleiros dos zodíaco nos queira contar essa história: A impossibilidade de um deus, que deve abdicar de seus sentimentos humanos com o amor, e do humano, que desafia todos os deuses, para defender sua amada.

A teoria triangular do amor pode ser mensurada!

Se este artigo não o convenceu, saiba que existem pesquisas que mensuram os dados sobre como avaliar a pontuação do que a pessoa sente de acordo com cada eixo de análise. É possível você se fazer perguntas sobre seus parceiros que respondam sobre a sua forma de amar o outro.

Você pode conferir a pesquisa acima aqui, lembrando que o mais recomendado, é sempre procurar um profissional, para que ele possa conduzir as perguntas da melhor maneira, extraindo o que tem de mais honesto de seu mundo interno!

O que achou de nosso artigo? Gostaria de mais temas sobre Cavaleiros do Zodíaco? Discorda sobre quem de fato tem o amor de Seiya? E você? Aprendeu a identificar a sua forma de amar? Deixe nos comentários abaixo!

Artigo escrito pelo psicólogo Giovani Lucena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *