Mundo Geek

Bojack Horseman: Sobre depressão e alcoolismo. Como superá-los? Pt-1

Bojack Horseman - historia de vida

[Diane] Você é o único responsável pela sua felicidade!

[Bojack] Nossa, isso é deprimente.

Neste artigo iremos abordar sobre a depressão e o alcoolismo de Bojack Horseman. Como ele desenvolveu cada uma dessas condições, e o que um psicólogo poderia fazer pelo personagem.

A discussão do uso abusivo de drogas é tão importante quanto a depressão para a análise do personagem.

Uma cidade superficial, relações rasas, o noticiário que prefere avisar em primeira mão a vida dos famosos do que uma importante reforma na educação americana.

Este é o ambiente previsto  para Bojack Horseman, uma ex celebridade por conta de seu antigo papel nos anos 90, que na atualidade, não consegue mais nenhum novo trabalho.

As pessoas na rua até o reconhecem como famoso, mas quase sempre associado a algo negativo. “Nossa, você ainda está vivo? Como engordou depois da série hein?”

As “amizades” de Bojack

Além de ter um ciclo social limitado, ele vive cercado de pessoas que aproveitam de seu dinheiro. Todd, um mendigo que mora na casa de Bojack, sem algum motivo bem estabelecido, Princesa Caroline, sua ex namorada e empresária, preocupada somente com o lucro, sem profundidade nas relações.

Ampliando seu vinculo com relações superficiais, temos seu amigo famoso Sr.Peanutbutter. A princípio, se apresenta como um cara legal, mas nunca está disposto a ouvir Bojack quando realmente pensa em se abrir.

Assim como Diane, escritora que deseja fazer a biografia de Bojack. A única pessoa que em tempos o quis ouvir, o que até gerou em Bojack uma paixão por Diane. Mas também com seu interesse próprio, de produzir este best seller.

E a única maneira que Bojack encontra para enfrentar sua rotina é… bebendo. Bojack bebe para dormir, acorda com um copo do seu lado, mistura licor em seu café, e todos os programas quando sai de casa, também envolve o consumo a álcool.

Em contrapartida, deve se considerar que o álcool não surge sem contexto. E para o melhor entendimento onde se instaurou o alcoolismo, é necessário compreender sua história de vida. O Alcoolismo é apenas a ponta do iceberg do roteiro.

A infância de Bojack

É possível encontrar desde a infância de Bojack, todo o desamor vindo de seus pais. Em um simples café da manhã, o ainda garoto presencia seus pais discutindo. Em síntese, o pai afirma que era melhor ter abortado a criança e com a mãe dizendo que realmente queria, mas o pai que não havia autorizado.

Também relembra diálogos isolados com o pai. Ao pedir para brincar, Bojack recebe comentários ríspidos do pai, como “Porque você não faz algo de produtivo, como bater a cabeça na parede?” Seguido por comentários com muita raiva, sobre como ganhar na vida. “Você tem que dar o que as pessoas querem!”

Posteriormente, um diálogo com sua mãe é relatado. “Se você quer que a mãe te ame, você tem que cantar e agradar a todos”. Pode se observar que, Bojack leva de valor de seus pais, que se ele não fizer o que as pessoas querem, ele será um inútil e incapaz de ser amado por alguém.

Tragédia com sua maior inspiração de infância

Também é apresentado, uma carta que Bojack, com 9 anos escreveu para o seu grande ídolo. Secretariat, um cavalo de corrida e ícone mundial. Bojack escreve uma carta para ele, se descrevendo como uma criança triste, e pergunta para Secretariat, o que fazer, para se sentir feliz.

[Bojack] Eu sou um bom garoto, eu gosto de brincar, gosto de ir a escola, mas as vezes eu fico triste… O que você faz quando fica triste? Como não ficar triste?

[Secretariat] Bojack, quando eu era da sua idade, eu ficava triste, sempre… Meu lar não era dos melhores, mas um dia, eu comecei a correr, e aquilo parecia fazer sentido, aí eu continuei correndo. Bojack, quando você ficar triste sai correndo, em frente, e continue em frente aconteça o que acontecer. Algumas pessoas vão tentar te deter, te retardar, mas não deixe! Não pare de correr e não olhe para trás, não tem nada para você lá atrás, só existe o que está a sua frente Bojack.

Um mês após esta entrevista, Secretariat foi pego em um exame antidoping, e por ser banido do esporte e cair em desgraça, se suicidou. Uma grande referência de Bojack para superar sua tristeza, encerra sua vida de maneira trágica. Este apurado de informações, revelam um pouco de sua construção de personalidade, a se chegar na vida adulta.

Antes da fama

Bojack trabalhava como barman, e nas horas vagas fazia stand up com as pessoas que estavam no bar. Apesar de engraçado, era notada sua insegurança no palco, se sentindo na necessidade de explicar suas piadas.

Além disso, sempre muito tímido ao conversar com seu amigo Herb Kazzaz e com Charlotte Moore. Conforme o próprio Bojack, ele evitava beber para não atrapalhar suas apresentações. Assim como não bebia após o expediente.

Continha poucas perspectivas de crescimento, sendo mais impulsionado por Herb para agir e enfrentar o palco. Um certo dia, olheiros de um canal fechado, gostou da apresentação de Herb e Bojack. Herb conseguiu um contrato para ambos, sendo Bojack o ator principal e Herb o roteirista e diretor. Ao se despedir, uma das grandes preocupações de Charlotte, era se Bojack não iria mudar com a fama.

Horsin’ Around

A série se tornou um sucesso, porém Herb, devido a um problema de paparazzi, estava prestes a ser demitido do cargo. Bojack, ao invés de defender seu antigo colega, se ausentou da discussão e viu seu amigo ser demitido.

A partir deste momento, o cavalo se deixou levar pela bebida álcoolica, e fez o seu conhecido bordão da série “Horsin’ Around” ser verdadeiro. Em seguida, entra no palco bêbado, enquanto deveria ser apenas uma atuação.

[Bojack] Opa! Acho que errei o bar de novo…

Não se posicionar por seu amigo, só o fez reforçar as crenças impostas por seus pais, de que ele deve agradar os outros a qualquer custo, não importando suas vontades. Mas essa frustração o fez se desvirtuar em relação ao abuso de droga, para esconder seu sofrimento real.

Depressão

Em suma, existem várias classificações de depressão. Conforme a análise dos sintomas, constância, se é leve, moderada, ou grave. De acordo com o DSM – 5 (manual diagnóstico estatístico de transtornos mentais) para ser caracterizado depressão, e não ser apenas uma tristeza, alguns critérios devem ser anotados.

Levando em consideração o período, a longevidade em que se é retratado a depressão de Bojack, podemos dizer que se trata de um transtorno depressivo persistente ou distimia. Para se caracterizar esta depressão, é necessário conter alguns critérios.

Humor deprimido na maior parte do dia, por pelo menos dois anos, sintomas que prejudique o indivíduo no seu funcionamento social, profissional e pessoal. Além de conter pelo menos dois dos sintomas a seguir. Apetite diminuído ou em excesso, insônia ou hipersonia, baixa energia ou fadiga, baixa autoestima, concentração pobre, dificuldade de tomar decisões e sentimentos de desesperança.

Transtorno depressivo maior

De certo modo, é observado que Bojack cumpre mais do que apenas dois requisitos. Sendo assim, permite-se analisar o transtorno depressivo maior. Para a análise deste transtorno, pode-se utilizar os sintomas da distimia. Todavia, neste transtorno deve-se acrescentar a intensidade dos mesmos, além de somar alguns outros parâmetros.

Sentimento de inutilidade ou culpa excessiva mesmo que sem motivo e também pensamentos de morte, ideação suicida e um plano específico para cometer isso. Para se encaixar no transtorno depressivo maior, é necessário que seja encontrado cinco destes sintomas, levando em consideração os sintomas da distimia.

Por mais que Bojack não fale diretamente sobre suicídio, a abertura do programa induz a essa possibilidade. Ele, extremamente inexpressivo, com olhos cansados, se joga de um alto andar e cai na piscina, cada vez mais se afundando. Podendo também se caracterizar como uma idealização suicida.

Porém, o transtorno depressivo maior surge em momentos distintos, em que seus sintomas ficam presente por semanas ou meses. Em certos momentos o transtorno depressivo maior é superado, mas pode ser reincidente e voltar.

Logo, pode-se concluir que a distimia é menos intensa porém crônica, e o transtorno depressivo maior episódico e com maior sofrimento, causando o risco de suicídio. Sendo assim, a classificação da depressão de Bojack seria transtorno depressivo persistente com episódio depressivo maior.

Alcoolismo

Em síntese, bebida esconde um estado depressivo de Bojack, se tornando um claro sintoma do vício. Durante a primeira temporada, Bojack foi visto bebendo, falando que estava bêbado ou que havia bebido no dia anterior por 55 vezes.

Não somente isso, ao se declarar para Diane, se o iria corresponder amorosamente, Bojack já havia se articulado.Se a Diane me ligar falando que me ama vou beber para comemorar, se ela me recusar, vou beber para me consolar”

Depois que Diane e Peanautbutter se casaram, é relatado que Bojack ficou duas semanas ininterruptas embriagado. Também é percebido que sua presença em algum lugar, carece da possibilidade de se encontrar bebida alcoólica.

As consequências de sua dependência

Locais como bar, restaurante, festa, sua própria casa, são os locais seus locais preferidos. E para constatar sua dependência, temos Bojack sendo barrado no aeroporto por portar um cantil de metal, contendo whisky dentro.

Sua dependência o fez perder repertório social. Bojack interage com os outros, apenas bêbado e recomenda o mesmo para os outros. Além de se classificar como um amigo “pré habilitação”.

[Diane] Desculpe, me sinto não habilidosa em festas.

[Bojack] Já experimentou encher a cara?

Como resultado desta dependência, é notada sua falta de habilidade social, e um enorme comodismo sobre sua situação. Vale também ressaltar que o álcool é uma droga depressora, o que favorece a presença de sintomas da depressão. A partir da história de vida, é possível pensar em uma intervenção para este caso.

Se deseja ler as intervenções propostas para o caso, acesse a parte dois aqui.

9 comments
  1. Olá, tudo bem?
    Eu estava pesquisando sobre um artigo e encontrei seu site e achei bem legal
    obrigado por compartilhar.

    https://www.clinicavitta.org/tratamento-alcoolismo.php

    1. Muito obrigado pelo elogio! Ficamos felizes por sermos encontrados por pessoas de competência como vocês!
      Caso tenham alguma sugestão de temas sobre dependência, fique a vontade pra comentar!

  2. muito obrigadopela dica, realmente tudo faz sentido para a recuperação para quem tem esse problema com alcool.

  3. Gostei muito de sua matera e gostaria de saber mais .

  4. Sou o Francisco da Clinica Vitta, e gostaria de fazer parte
    desse grupo para postar seu material em meus sites obrigado.

    https://www.clinicavitta.org

  5. Ola , Somos do Instituto Vitta e Trabalhamos com Dependência Quimica , e gostariamos de faser parte de sua equipe podendo colocar seus artigos em nossos Sites e Blog , e se vcs quiserem faser o mesmo fica a vontade Abraço.

    https://clinicadereabilitacaorj.com.br

  6. Muito obrigado pela dica, tudo realmente faz sentido para a recuperação para quem tem esse problema.

    https://www.clinicaderecuperacaorj.com.br

  7. Muito obrigado pela dica, tudo realmente fz sentido para a recuperação de pessoas que tem este problema.

    https://www.saberamar.com.br

  8. Aqui é a Fernanda parabéns pelo conteúdo do seu site gostei muito deste artigo, tem muita qualidade vou acompanhar o seus artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *